sexta-feira ,23 outubro 2020
Home / Serviços / Mais de 600 quilos de entorpecentes, incluindo cocaína negra, são apreendidos em Manacapuru
IMG_20200410_183134_399

Mais de 600 quilos de entorpecentes, incluindo cocaína negra, são apreendidos em Manacapuru

 Operação integrada entre a Polícia Civil, Polícia Militar, Receita Federal e Ministério da Justiça e Segurança Pública prendeu, em flagrante, cinco brasileiros fazendo o transporte de drogas no rio Solimões, no Amazonas. Durante a ação, deflagrada nessa quinta-feira (09/04), em Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus), foram apreendidos 630 quilos de entorpecentes, incluindo cocaína negra – narcótico nunca antes encontrado no estado.


Além da cocaína negra, um total de 40 quilos, as equipes policiais localizaram também pastabase e maconha do tipo skunk. Todo o material estava escondido nos cascos da embarcação “Deus me Deu a Vitória”, que vinha do município de São Paulo de Olivença, na região da tríplice fronteira, com peixe. O barco foi abordado na altura da comunidade do Jacaré, a cerca de três horas de Manacapuru por via fluvial.

Segundo o delegado Paulo Mavignier, diretor do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil, as investigações sobre o esquema do grupo vinham ocorrendo há cerca de dois meses.

“Tínhamos a informação de que esse barco levou quase dois meses sendo preparado para vir a Manaus. No porão, encontramos fundos falsos com as drogas e o que chama a atenção é a cocaína negra, que nunca tinha sido apreendida aqui. O destino de toda a droga era Manaus, mas acreditamos que parte seria remetida à Europa”, disse.

As drogas foram localizadas com auxílio do cão Odin, da Receita Federal, e estavam ocultas sob duas camadas de proteção no casco do barco. Por cima, ainda havia um pequeno carregamento de peixe e gelo.

“Foi uma operação bastante exitosa. E depois do trabalho policial técnico realizado na abordagem, trouxemos o barco até Manacapuru e ficamos até a madrugada fazendo a retirada do material”, disse o tenente Anderson Molaz, oficial do Comando de Operações Especiais (COE), da Polícia Militar.

As investigações apontam que as drogas são de origem Colombiana e Peruana. O material apreendido representou um baque de R$ 13 milhões ao crime organizado. A abordagem a embarcação ocorreu sem resistência, afirma o delegado Juan Valério, coordenador do Grupo Fera, da Polícia Civil.

“Não houve conflito, nem tentativa de fuga. Todos foram presos. Fizemos uma manobra tática operacional, após um tempo dissimulados no rio, e entramos no barco tão rápido que eles não perceberam”, salientou.

Foram presos em flagrante Valcy Fernandes Maciel, 48, Raimundo da Silva Damasceno, 24, João Salvador Duarte, 49, Neimar Souza da Rocha, 48, e Wallison Araújo Corrêa, 37. Eles vão responder pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Efetivo – Participaram da operação policiais civis do Denarc, Grupo Fera, Delegacia Fluvial (Deflu), Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, policiais militares da COE, Receita Federal, Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio do programa Vigia.

Fotos: Erikson Andrade / SSP-AM.

Você pode Gostar de:

FOTO Miguel Almeida (4)

Casa do Migrante Jacamim abre campanha de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes

Casa do Migrante Jacamim abre campanha de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes   …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *