sábado ,31 outubro 2020
Home / Noticias / Projeto da Sejusc e parceiros fará acompanhamento psicossocial gratuito para pessoas em situação de isolamento social
IMG_20200417_094016_333

Projeto da Sejusc e parceiros fará acompanhamento psicossocial gratuito para pessoas em situação de isolamento social

 Projeto “Acolher é Preciso” promoverá lives na página da Sejusc no Facebook com atividades pedagógicas e dicas de como manter a saúde mental

Uma parceria entre o Governo do Amazonas, a iniciativa privada e a sociedade civil organizada vai garantir acompanhamento psicossocial para as pessoas em situação de isolamento social, com foco na prevenção de danos emocionais que podem ser provocados pelo processo durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O projeto “Acolher é Preciso” foi lançado nesta quinta-feira (16/04) e promoverá lives na página oficial da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), com profissionais das áreas de Psicologia e Psicopedagogia.

 

As lives serão desenvolvidas duas vezes por semana, propondo atividades pedagógicas para as crianças e jovens, além de apresentar dicas de como manter a saúde mental nesse período e, também, atendimento individual por técnicos da psicologia e serviço social utilizando vídeochamadas.

 

O projeto será desenvolvido pela Sejusc, em parceria com o Centro Universitário do Norte (Uninorte) e Instituto Amigos da Família e da Escola – Projeto Parceiros da Escola (Iafe/Propae), sem aporte financeiro do Governo do Estado.

 

Coronavírus – De acordo com a titular da Sejusc, Caroline Braz, além de trazer graves consequências para a economia e o funcionamento de serviços importantes para o cidadão, a pandemia pode provocar danos à saúde mental da população, principalmente no público mais vulnerável.

 

Caroline Braz acrescenta que não era possível prever as consequências do isolamento forçado e da quarentena no comportamento e nas relações domésticas e familiares, o que pode provocar ansiedade excessiva, além de outros problemas psicológicos.

 

“Os pedagogos vão trazer dicas de como trabalhar com as crianças e entretê-las, enquanto os psicólogos vão trabalhar com o público idoso, mulheres, crianças, pessoas com deficiência. É extremamente importante, nesse momento de isolamento, que a gente trabalhe o nosso psicológico, a nossa saúde mental, para que todos possamos passar por isso e ficarmos bem”, destacou a titular da Sejusc.

 

O objetivo das lives é levar informações, dicas e apoio psicossocial às pessoas em situação de isolamento social, especialmente idosos, pessoas com deficiência (PcDs), mulheres e crianças, promovendo conforto e segurança, e garantindo a promoção da saúde mental dos atendidos no período de quarentena.

 

Atividades – As lives vão ocorrer nas terças e quintas, sempre às 16h, com profissionais de Psicologia e Pedagogia, respectivamente. A primeira live do projeto será na próxima terça-feira (21/04), com um especialista em Psicologia da Uninorte. Na quinta-feira (23/04), o Propae levará um pedagogo para participar da transmissão. As lives poderão ser acessadas pela página no Facebook da Sejusc (https://www.facebook.com/sejusc).

 

Às terças-feiras serão realizadas lives com foco em atividades para os pais desenvolverem com seus filhos; e às quintas-feiras, com foco na saúde mental. As lives devem ocorrer durante os dois dias da semana, e qualquer mudança será divulgada antecipadamente nas redes sociais da Sejusc.

 

Todas as atividades serão desenvolvidas de acordo com as resoluções nº 11/2018 e nº 04/2020 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que tratam sobre o atendimento psicológico on-line.

 

Procedimento – O acompanhamento será feito por uma equipe multidisciplinar composta de psicólogos e assistentes sociais da Sejusc, Uninorte e Propae. O acompanhamento terá como foco diminuir transtornos, como ansiedade, dificuldades no trato alimentar, alterações no sono, irritabilidade, labilidade (instabilidade) do humor, depressão, combate ao medo, além de transtornos psicológicos.

 

A programação do projeto será desenvolvida durante o período em que estiverem em vigor os decretos do Governo do Estado determinando o período de quarentena no Amazonas.

 

A assistente social do Propae, Valcélia Dias, destaca a importância do auxílio de profissionais no período de quarentena. “Muitas pessoas que estão em casa, em quarentena, procuram a internet, e em vários casos isso mais atrapalha do que ajuda. O intuito das lives é esse, tentar trazer temas atrativos, um alento para essas pessoas e, principalmente, orientação, dicas de como minimizar esses impactos que já eram presentes na vida de todos, mas que hoje foram agravados por conta dessa pandemia”, afirmou.

 

A coordenadora do Núcleo de Apoio ao Ensino (NAE) da Uninorte,  a psicóloga Fernanda Bandeira, acrescenta que todos os profissionais que participarão das lives são credenciados pelo Conselho de Psicologia, formando um grupo que orientará as pessoas.

 

“Enquanto instituição de ensino, temos uma proposta de responsabilidade social e promoção diferenciada da saúde mental desse indivíduo dentro da nossa sociedade amazonense. Com esse intuito, a gente se associa para poder prestar atendimento psicológico a essas pessoas com necessidade. Essa pandemia acaba trazendo um pouco de sofrimento psíquico e, por isso, a psicologia da Uninorte pretende objetivar, amenizar, orientar o público em geral”.

 

Acompanhamento individual – O atendimento individualizado será realizado por meio de vídeochamadas e chamadas telefônicas, mediante escuta qualificada ou atendimento psicológico. A pessoa interessada deve encaminhar e-mail para o endereço eletrônico projetoacolherepreciso2020@gmail.com com as seguintes informações: nome completo; CPF; endereço; e-mail; telefone; disponibilidade de horário (manhã ou tarde); e uma mensagem com o motivo da solicitação do atendimento.

 

As informações também podem ser encaminhadas por meio do formulário on-line https://bit.ly/3cqOxmy. Uma equipe realizará uma triagem das informações para poder iniciar os atendimentos. O número para contato será informado durante as lives.

 

FOTOS: Chamel Flores/Sejusc

 

SONORAS: Caroline Braz, secretária estadual de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania; Fernanda Bandeira, psicóloga e coordenadora do Núcleo de Apoio ao Ensino (NAE) da Uninorte; e Valcélia Dias, assistente social do Propae

 

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc): Paulo Bahia (98154-2531), Rafael Seixas (98156-8906) e Neto Pantoja (99486-4963).

Você pode Gostar de:

IMG_20200920_113209_675

Prefeitura realizará plantio simbólico de sumaumeiras e comemora quase 40 mil novas árvores do ‘Arboriza Manaus’

A capital amazonense recebeu nos últimos quatro anos quase 40 mil novas árvores em 114 espaços …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *