sexta-feira ,30 outubro 2020
Home / Noticias / Prefeito Arthur Neto se reúne com vice-presidente Hamilton Mourão e cobra mais agilidade no combate à Covid-19
IMG_20200421_081745_471

Prefeito Arthur Neto se reúne com vice-presidente Hamilton Mourão e cobra mais agilidade no combate à Covid-19

 O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, esteve reunido com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, na tarde desta segunda-feira, 20/4, nas dependências do Comando Militar da Amazônia (CMA), zona Oeste. O encontro foi para discutir a situação do sistema de saúde no Estado e apresentar as principais demandas no enfrentamento à Covid-19.

“Disse tudo o que eu tinha a dizer de desabafo, de críticas, análises de personagens do governo sobre esse abandono do Amazonas e que tem se agravado a cada minuto”, informou o prefeito ao sair da reunião. “Vim para essa reunião dizer minhas verdades e não podemos mais esperar planejamentos para daqui a quinze dias e ficarmos vendo as pessoas morrerem”, completou.

Também estavam presentes à reunião o governador do Estado, Wilson Lima, o comandante do CMA, gen. Estevam Cals Theophilo, o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, além da presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama, Elisabeth Valeiko Ribeiro, da  secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos, Conceição Sampaio, e os representantes do Hospital Samel.

O prefeito de Manaus apresentou ao vice-presidente uma relação de problemas que a cidade vem enfrentando e quais as medidas tomadas pelo município para enfrentar a pandemia, como a instalação do Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes, no Centro Integrado Municipal de Educação (Cime) do Lago Azul, na zona Norte, e a contratação de novos profissionais de saúde, entre outras necessidades essenciais.

Ainda  segundo Arthur Virgílio, a vinda do vice-presidente a Manaus foi um ato de político verdadeiro, de quem se preocupa com a população e tem vontade de ajudar a resolver a situação.

“A visita do general foi uma das manobras mais ágeis que eu vi um político fazer. Foi muito boa a conversa para uma pessoa que se mostrou confiável e deve agir enquanto, aqui, cuido da parte técnica com o meu secretário de saúde, ouvindo também o governador e sua secretária”, disse o prefeito.

Dentre os pedidos de urgência feitos pelo prefeito, estavam a disponibilização de 15 aparelhos de tomografia, fornecimento de medicamentos, cujo os fornecedores alegam a produção ser exclusiva para o Ministério da Saúde (MS), como hidroxicloroquina, tamiflu, azitromicina e outros.

Na lista também constavam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), sendo máscaras N95, máscara cirúrgica e tyvec (EPI para os profissionais do SAMU). Também foram solicitados testes rápidos para Covid-19, equipamentos e material para o hospital de campanha, sendo respiradores, conexões e válvulas.

Na ocasião, foi apresentada uma estimativa do custo adicional para o enfrentamento do novo coronavírus relacionada aos recursos financeiros de aporte do governo federal destinados aos bolsistas da Escola de Saúde Pública no valor de R$ 30 milhões (cerca de R$ 5 milhões/mês – 6 meses) e mais R$ 42 milhões destinados a equipamentos, medicamentos, insumos e serviços do Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes.

“Nosso hospital de campanha não tem um centavo de governo federal e queremos fazer com que chegue a 279 leitos. Estamos avançando basicamente como apoio privado e não é possível que uma iniciativa desse porte não mereça a ajuda do governo da República. Manaus não pode ser tratada como uma cidade pequena” desabafou o prefeito de Manaus.

Decreto

Na oportunidade, o prefeito anunciou que vai assinar um decreto municipal para uso obrigatório de máscaras por usuários no transporte coletivo. “Vamos fazer algo antipático a favor da vida”, destacou o prefeito.

Pedido de intervenção

Sobre o pedido de intervenção federal na saúde do Estado, aprovado pela maioria dos votos na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), o prefeito disse estar empenhado em salvar vidas e não em fazer política. “Eu sou um homem obsessivo e agora eu não quero saber de política. Minha única obsessão nesse momento é livrar minha população da Covid-19”, disparou.

Arthur finalizou agradecendo a parceria do hospital Samel e do grupo Transire, responsáveis juntos com a Prefeitura de Manaus pela instalação do Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes.

— — —

Texto – Ulysses Marcondes/Semcom

Fotos – Alex Pazuello/Semcom

Você pode Gostar de:

IMG_20200920_112318_004

Prefeitura oferta 55 vagas de emprego nesta segunda-feira, 21/9

 A Prefeitura de Manaus, por meio do Sine Manaus, oferta nesta segunda-feira, 21/9, 55 vagas de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *