quinta-feira ,22 outubro 2020
Home / Entretenimento / Boi Caprichoso discute com Sema e Ipaam destinação de resíduos do Festival de Parintins
IMG-20200215-WA0050

Boi Caprichoso discute com Sema e Ipaam destinação de resíduos do Festival de Parintins

Boi-bumbá apresentou propostas para a redução e reutilização dos resíduos sólidos durante o Festival Folclórico

A reutilização e destinação correta dos resíduos sólidos produzidos durante o Festival Folclórico de Parintins fará parte de uma ação integrada entre os bumbás, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam). Os órgãos de gestão ambiental reuniram com a presidência do Boi Caprichoso, para o início às articulações, nesta sexta-feira (14/02).

A iniciativa foi proposta pelo presidente da associação cultural, Jender Lobato. A ideia é que a Sema e o Ipaam forneçam apoio necessário para a promoção de medidas sustentáveis junto à Diretoria de Sustentabilidade e Meio Ambiente, instalada pela Nova Presidência do Boi Caprichoso, quando assumiu a gestão em setembro de 2019, para vigência a partir do Festival Folclórico de Parintins 2020.

Entre as medidas elencadas está a elaboração de um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, com a instalação de Pontos de Entrega Voluntária (PEV), a capacitação para reciclagem de resíduos pós-festival, a elaboração de um Plano de Consumo Eficiente, para a redução dos gastos de água e energia elétrica, além de apoio para a destinação adequada do isopor usado nas alegorias.

Segundo Lobato, o intuito maior da articulação é executar medidas mais eficientes para minimizar os impactos ambientais causados durante o festival de Parintins. “Queremos contribuir efetivamente com o Festival, levando em consideração a questão ambiental. É uma preocupação que temos de buscar o apoio institucional para consolidarmos o Plano de Gestão de Resíduos Sólidos do Boi Caprichoso”, afirma o presidente.

IMG-20200215-WA0050


 

Para o secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, a iniciativa é a extensão do trabalho iniciado, em 2019. “Ano passado, realizamos uma ação de educação ambiental durante o festival, já pensando nessas questões da produção de lixo. Com esse planejamento junto de quem faz o festival, nós poderemos ter resultados muito mais expressivos e perenes, fazendo com que essas boas práticas sejam implementadas para todas as outras edições”, destaca.

O diretor-presidente do Ipaam, Juliano Valente, explica que o festival é uma oportunidade para levar a mensagem de conservação do meio ambiente. “A preocupação com as questões ambientais é extremamente importante, ainda mais quando se tem apoio de outras instituições, pois assim conseguimos unir esforços para sensibilizar milhares de pessoas que participam do maior festival folclórico do Amazonas. A ideia é que, em breve, as ações sejam discutidas em conjunto também com o Boi Garantido”, completa.
*Ação continuada* – Na 54° Edição do Festival Folclórico de Parintins, realizada em 2019, a Sema, Ipaam, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Sedema), com apoio de Associação dos Catadores de Lixo de Parintins (Ascalpin) e dos bumbás Caprichoso e Garantido realizaram a instalação de mais de 40 ecopontos de coleta seletiva espalhados pelos principais pontos da cidade de Parintins. A ação fez parte da campanha “Dois pra lá, Dois pra cá”, do Governo do Estado.

Você pode Gostar de:

Screenshot_20200920-095435

Ponta Negra é interditada e linhas de ônibus não terão frota reforçada aos fins de semana

Estão interditados os 4.800 metros quadrados da praia perene do complexo turístico Ponta Negra, na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *