quinta-feira ,28 janeiro 2021
Home / Noticias / Janeiro Branco destaca importância de preservar saúde mental
WhatsApp Image 2020-01-08 at 12.23.53

Janeiro Branco destaca importância de preservar saúde mental

Campanha tem como principal objetivo alertar sobre influência do tema nos diversos aspectos da vida e das relações sociais

O mês de janeiro é tradicionalmente marcado pelos votos de renovação, principalmente devido a chegada de um novo ano. Com isso, as expectativas e desejos para ter uma boa saúde e bem-estar também surgem com a chegada de um novo ciclo, o que pode acabar gerando grandes expectativas e causar alguns transtornos. Para fortalecer esses cuidados, através de esclarecimentos e conscientização da promoção de bem-estar físico, social e mental e prevenção às doenças mentais foi criada a campanha Janeiro Branco.

Conforme a Organização Mundial da Saúde, mais de 300 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo o mundo, um transtorno mental frequente que afeta todas as faixas etárias, de qualquer raça, etnia ou classe social. A doença é a principal causa de incapacidade e é pauta de destaque quando se fala em saúde da mente. Por sua vez, o Brasil apresenta as maiores taxas de incapacidade causada por depressão (9,3%) e ansiedade (7,5%) do continente americano, segundo dados da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

O psicólogo do Hapvida Saúde, Wilton Cabral, alerta que vencer o preconceito de falar sobre o assunto pode ser um passo fundamental para ajudar os pacientes. “É importante lembrar que transtornos mentais são doenças como quaisquer outras e, desta forma, passíveis de tratamento com grande chance de melhora e cura em muitos casos”, explica.

De acordo com a Política Nacional de Saúde Mental, do Ministério da Saúde, abrange a atenção a pessoas com necessidades relacionadas a transtornos mentais como depressão, ansiedade, esquizofrenia, transtorno afetivo bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo etc., e pessoas com quadro de uso nocivo e dependência de substâncias psicoativas, como álcool, cocaína, crack e outras drogas.

A Organização Mundial da Saúde afirma que a saúde mental depende do bem-estar físico e social, lembrando que o conceito de saúde vai além da ausência de doenças. Esse conjunto é fundamental para que, enquanto seres humanos, tenhamos plenas capacidades individuais e coletivas para pensar, emocionar, interagir uns com os outros e desfrutar o lado bom da vida.

Hábitos saudáveis

Com uma rotina frenética da sociedade moderna, as pessoas tendem a ficar com alto nível de estresse e ansiedade, fatores que quando acumulados e não devidamente tratados podem ocasionar transtornos mentais mais graves.

Diante dessa realidade, o especialista Wilton Cabral destaca que adotar um estilo de vida de qualidade auxilia a manter a saúde mental em dia. Para isso, ele cita algumas recomendações que podem ser realizadas no dia a dia para não sofrer com esses males do século 21:

– Reforce os laços familiares e amizades

– Mantenha o corpo e mente ativos

– Tenha uma alimentação saudável

– Pratique atividades físicas

– Consulte o médico regularmente

Rede de apoio

O Ministério da Saúde informa que a assistência às pessoas com transtornos mentais acontece de forma integral e gratuita em diversas unidades do sistema público de saúde em todo o País. Entre os serviços de referência para acompanhamento estão as 42 mil Unidades de Saúde da Família e os 2.589 Centros de Atenção Psicossocial.

Cada pessoa pode buscar meios de cuidar da própria saúde mental, seja fazendo terapias com um especialista ou atividades que proporcionem bem-estar. A elaboração de políticas públicas também é parte importante a fim de promover uma cultura da boa saúde da mente.

A rede Hapvida também disponibiliza uma unidade de saúde completa com profissionais especializados e qualificados, como psicólogos, psiquiatras e terapeutas, dedicados à prevenção e tratamento de pessoas com transtornos mentais.

Fonte F5 Comunicação

Você pode Gostar de:

IMG_20210126_055514_319

Nações Unidas atendem Governo do Amazonas e doam mais de 160 mil itens para apoiar rede de saúde do Estado

Desde a última sexta-feira, unidades de saúde estão recebendo EPIs, medicamentos, camas e outros insumos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *